Obesidade infantil e suas 2 frentes de tratamento

A obesidade é classificada como uma a doença crônica e vem acompanhada por uma série de complicações de saúde, como hipertensão, diabetes e insuficiência vascular. É causada principalmente por fatores ambientais: a ingestão inadequada de alimentos e a falta da prática de exercícios físicos.

Também pode ser desencadeada por fatores biológicos (10% da obesidade infantil é causada por distúrbios endócrino-metabólicos), hereditários (mas ela só se manifesta se o ambiente for favorável ao excesso de peso) e psicológicos. Seu tratamento requer um diagnóstico detalhado, orientação nutricional e mudanças no estilo de vida. A criança obesa na puberdade tem 40% de chance de manter este quadro na vida adulta. Imagine como será o futuro destas crianças expostas a esse tipo de doença em idade tão precoce? Por isso, é preciso tratar o quanto antes.

O tratamento é sobretudo comportamental e deve ser realizado em duas frentes:

1. Reeducação alimentar

Estilos de vida pouco saudáveis, com alimentação desregrada, fazem crescer os índices de obesidade infantil. A reeducação alimentação das crianças deve ser implantada aos poucos, sem ser radical. O primeiro objetivo é que, no mínimo, a criança pare de engordar. Em muitos casos, a alimentação diária de toda a família precisa ser alterada. As refeições devem ser equilibradas, mas prazerosa. Muitas vezes, é necessário convencer a criança a se alimentar de forma diferente dos seus colegas, evitando a imensa quantidade de guloseimas infantis sem qualidade: refrigerantes, salgadinhos, doces e chocolates.

2. Incentivo à prática de atividades físicas

É preciso evitar o sedentarismo e incentivar as atividades físicas como os esportes e as as brincadeiras de rua, em grupos, que são positivas tanto para o físico quanto para o emocional. As atividades esportivas e recreativas também possibilitam uma maior socialização - e é natural o isolamento provocado pela obesidade, pois as crianças se acham diferentes do seu grupo.

A Homeopatia e a obesidade Emagrecer e manter-se saudável é um processo longo. É um longo percurso para retornar a normalidade e um percurso maior ainda para não adoecer novamente. Os medicamentos homeopáticos podem ajudar a tratar e a controlar recaídas tanto físicas como psíquicas, que acompanham esse adoecimento. Cada pessoa manifesta sua doença de forma individual. A consulta com o médico homeopata é focada não na doença, por exemplo, a hipertensão, mas sim, em quem é o paciente que tem essa doença, como se manifesta a sua hipertensão: com cefaleia latejante, com náusea, com vertigem, com palpitação...

Assim, a criança e o adolescente pode permanecer calmo, sem estresse nem ansiedade, para que, com esforço e ajuda de equipe multidisciplinar, consiga vencer a obesidade.

Para saber mais: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

http://www.endocrino.org.br/prevencao-e-tratamento-da-obesidade-infantil/

#obesidadeinfantil #alimentação

Posts Relacionados

Ver tudo

OUTROS TEXTOS PARA VOCÊ